O uso de mídias no Programa Mais Educação: contribuições para o processo de aprendizagem

Marco Tulio Santos Ledo

Resumo


Esse artigo apresenta os resultados obtidos a partir do projeto de intervenção realizado em duas turmas do Programa Mais Educação no município de Almenara – MG. A proposta analisou a contribuição das mídias computador, jornal e TV para o processo de ensino e aprendizagem. Perpassou-se pela pesquisa teórica com textos de autores que discorrem sobre o tema proposto “O uso de mídias no processo de aprendizagem”, entre eles, Valente (2005), Moran (2011), Perrenoud (2000). A intervenção fora desenvolvida com 30 alunos do 5º ano do Ensino Fundamental e teve como metodologia, além da pesquisa teórica, a técnica da observação, entrevista verbais, utilizadas como diagnóstico, para aplicação da intervenção. Constatou-se que apesar de a escola possuir instrumentos que podem subsidiar um trabalho dinâmico com os alunos os mesmos não são utilizados exatamente pela falta de preparo dos professores. Isso hoje é antagônico ao exposto pela mídia e pela tecnologia, que mostram nossos alunos integrados através das redes sociais. Verificou-se a necessidade de formação dos professores para o uso integrado das mídias no contexto escolar e o desejo dos alunos de estarem integrado neste mundo de novas linguagens.


Palavras-chave


Mídias. Aprendizagem. Sala de aula. Mais Educação

Texto completo:

PDF

Referências


BORGES NETO, H. Uma classificação sobre a utilização do computador pela escola. Revista Educação em Debate, Fortaleza, ano 21, v. 1, n. 27, p. 135-138, 1999.

FERREIRA, A. L. D. Informática educativa na educação infantil: riscos e benefícios. 2002. 68 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Informática Educativa) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2002. Disponível em: http://www.multimeios.ufc.br/arquivos/pc/monografias/Monografia_lucia.pdf. Acesso em: 30 dez. 2018.

FERREIRO, E.; TEBEROSKY, A. Psicogênese da língua escrita. 2. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.

MERCADO, L. P. L (Org.). Formação docente e novas tecnologias. In: CONGRESSO DA REDE IBEROAMERICANA DE INFORMÁTICA EDUCATIVA, 4., 1998, Brasília. Anais [...]. Brasília, 1998. p. 2.

MORAN, J. M. Ensino e aprendizagem inovadores com tecnologias. Informática na Educação: Teoria & Prática, Porto Alegre, v. 3, n.1, p. 137-144, set., 2000.

PAPERT, S. A máquina das crianças: repensando a escola na era da informática. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994.

PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000.

VALENTE, J. A. Pesquisa, comunicação e aprendizagem com o computador. O papel do computador no processo ensino-aprendizagem. In: Integração das tecnologias na Educação. Brasília: MEC, 2004.

VALENTE, J. A. Computadores e conhecimento: repensando a educação. Campinas: Unicamp, 1993.

VALENTE, J. A. Informática na educação: instrucionismo x construcionismo. Educação Pública, Rio de Janeiro, [2005]. (Seção Tecnologia de Biblioteca). Disponível em: http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/tecnologia/0003.html. Acesso em: 30 dez. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 InFor

       

InFor - Inovação e Formação - Revista do Núcleo de Educação a Distância da Unesp by NEaD/Unesp e Vice-Reitoria da Unesp is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Todos os direitos reservados ao NEaD, à Unesp e seus autores.

Based on a work at ojs.ead.unesp.br

infor.nead@unesp.br

ISSN 2525-3476