Legislação e tecnologias assistivas: aspectos que asseguram a acessibilidade das pessoas com deficiências

Roberta Lucas Scatolim, João Eduardo Guarnetti dos Santos, Paula da Cruz Landim, Thallia Graziella de Toledo, Silvia Cristina Mazaro Fermino, Denise Cardozo, Marcela Francine Garavello, Raquel Sbardelotto Sanches

Resumo


Esse estudo abordou a legislação e a tecnologia, denominada assistiva, voltadas aos portadores de deficiência, como princípios para igualdade e usabilidade. Considerou-se esses dois aspectos como relevantes para garantir a acessibilidade das pessoas com limitações, apresentando as leis, decretos e normas, e as categorias de tecnologias assistivas disponíveis.  


Palavras-chave


Legislação; Tecnologia Assistiva; Deficiências.

Texto completo:

PDF RESUMO01.MP3 COMPLETO01.MP3

Referências


ABNT. Associação Brasileira de Normas Técnicas. (2016). Institucional. Disponível em: < http://www.abnt.org.br/abnt/conheca-a-abnt> Acesso em: 21 set. 2016.

ALVES, Diana Cunha Costa. Aspectos ergonómicos relevantes para a concepção de tecnologia assistiva: órteses de membros inferiores. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Minho. 2012. Disponível em: Acesso em: 21 jun. 2016.

BERSCH, Rita. Tecnologia assistiva e educação inclusiva. In: Ensaios Pedagógicos, Brasília: SEESP/MEC, 2006.

______. (2013). Introdução à Tecnologia Assistiva. Disponível em: Acesso em: 20 jun. 2016.

BRASIL. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Catálogo Nacional de Produtos de Tecnologia Assistiva. Disponível em: Acesso em: 03 dez. 2014.

CAT. Comitê de Ajudas Técnicas. Tecnologia Assistiva. Brasília: CORDE, 2009.

COOK, Albert M. .; POLGAR, Janice Miller. Assistive Technologies: Principles and Practice. 4. ed. St. Louis, MO: Elsevier/Mosby, 2015.

EASTIN, 2005a. Rede de informação europeia sobre tecnologia para deficiência e autonomia. Disponível em: Acesso em: 28 jun. 2007.

_____. 2005b. Red Europea de Información sobre las Tecnologías para la Discapacidad Y la Autonomía. Disponível em: Acesso em: 28 jun. 2007.

EUSTAT, 1999. Educação em tecnologias de apoio para utilizadores finais: linhas de orientação para formadores. Disponível em: Acesso em 23 jun. 2016.

GALVÃO FILHO, Teófilo. A Tecnologia Assistiva: de que se trata? In: MACHADO, G. J. C.; SOBRAL, M. N. (Orgs.). Conexões: educação, comunicação, inclusão e interculturalidade. 1 ed. Porto Alegre: Redes Editora, p. 207-235, 2009.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Características gerais da população, região e pessoas com deficiência. Disponível em: Acesso em 11 set. 2013

ITS. Instituto de Tecnologia Social. Pesquisa Nacional de Tecnologia Assistiva. GARCÍA, Jesus Carlos Delgado; GALVÃO FILHO, Teófilo Alves. São Paulo: ITS BRA SIL/MCTI-SECIS, 2012.

ISO 9999. (2002). Technical aids for persons with disabilities: Classification and terminology. Disponível em: < http://www.iso.org/iso/catalogue_detail.htm?csnumber=33150> Acesso em: 16 jul. 2016.

ISO 9999. (2007). Produtos de apoio às pessoas com deficiência: classificação e terminologia. Disponível em: Acesso em: 12 jul. 2015.

KENSKI, Vani. M. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas: Papirus, 2007.

MANZINI, E. J. Tecnologia assistiva para educação: recursos pedagógicos adaptados. In: Ensaios pedagógicos: construindo escolas inclusivas. Brasília: SEESP/MEC, 2005.

MISHRA, Ashok Kumar; GUPTA, Ragini. Disability index: a measure of deprivation among the disabled. Economic and Political Weekly, 2006,41: 4026-4029.

PUBLIC LAW 108-364. 108th Congress, oct. 25, 2004. Disponível em: Acesso em: Acesso em: 06 abr. 2015.

SECRETARIA ESPECIAL DOS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA. Normas ABNT. Disponível em: < http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/normas-abnt> Acesso em: 21 set. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 InFor

    

InFor - Inovação e Formação - Revista do Núcleo de Educação a Distância da Unesp by NEaD/Unesp e Vice-Reitoria da Unesp is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Todos os direitos reservados ao NEaD, à Unesp e seus autores.

Based on a work at ojs.ead.unesp.br

infor@nead.unesp.br

ISSN 2525-3476