Como as tecnologias móveis têm sido utilizadas na educação? Estudo em duas instituições de ensino superior brasileiras

Jaqueline Ferreira Domenciano

Resumo


Este trabalho tem como objetivo apresentar os resultados de um estudo exploratório realizado com alunos, professores, coordenadores de curso e de tecnologia em cursos de graduação virtual, com o objetivo de identificar quais recursos das tecnologias móveis têm sido utilizados e com qual finalidade acadêmica. O estudo mostrou que a maioria dos alunos e professores das universidades objeto deste estudo está fazendo um uso adaptado das tecnologias móveis de comunicação. Esse uso envolve o acesso ao material didático (leitura, vídeo e áudio), a ambientes de interação (aluno/aluno, aluno/professor, professor/professor), à agenda de atividades escolares e ainda o compartilhamento de arquivos a partir de dispositivos móveis. Dos quatro cursos analisados, apenas um está fazendo o uso sistematizado dos dispositivos móveis, com materiais didáticos desenvolvidos especificamente para o uso em dispositivos móveis, através do ePub. Os resultados obtidos nesta pesquisa poderão servir de apoio para instituições interessadas, subsidiando o desenvolvimento ou o aprimoramento de práticas pedagógicas que envolvam dispositivos móveis de comunicação.


Palavras-chave


tecnologias móveis; educação a distância; aprendizagem com mobilidade.

Texto completo:

PDF Resumo.MP3 COMPLETO.MP3

Referências


DOMENCIANO, J. F. Tecnologias móveis na educação: estudo em duas experiências na educação a distância. 2015. 106 f. Dissertação (Mestrado em Ciência, Tecnologia e Sociedade) – Universidade Federal de São Carlos. São Carlos, SP, 2015.

LOPES, L. C. Crenças e tecnologias: ensaios de comunicação, cibercultura e argumentação. São Carlos: EdUFSCar, 2007.

LÜDKE, M; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MOURA, A. Geração Móvel: um ambiente de aprendizagem suportado por tecnologias móveis para a “Geração Polegar”. In: VI Conferência Internacional de TIC na Educação, 2009, Universidade do Minho. RepositóriUM, 2009. Disponível em: https://goo.gl/oitvq8. Acesso em: 28 jul. 2017.

PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO CONTINUADA [PACC]. Concepção e desenvolvimento de recursos audiovisuais para educação. São Carlos: UFSCar, 2014.

PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000.

PIAGET, J. Development and learning. In: LAVATELLY, C. S.; STENDLER, F. Reading in child behavior and development. New York: Hartcourt Brace Janovich, 1972. Disponível em: https://goo.gl/cjNNIH. Acesso em: 28 jul. 2017.

PRENSKY, M. Nativos Digitais, Imigrantes Digitais. In: On the Horizon (MCB University Press), v. 9, n. 5, 2001.

SACCOL, A. Z.; et al. M-learning ou aprendizagem com mobilidade: casos no contexto brasileiro. In: Congresso Internacional ABED de Educação a Distância. Anais…, Curitiba: Associação Brasileira de Educação a Distância. 2007.

SACCOL, A. Z.; et al. M-learning (mobile learning) in practice: a training experience with it professionals. Revista de Gestão da Tecnologia e Sistemas de Informação, v. 7, n. 2, 2010. p. 261-280.

SANTIAGO, G.L.A.; MILL, D. Educação a distância e mobilidade: primeiras ações na UAB-UFSCar. In: Congresso Internacional ABED de Educação a Distância. Anais… Fortaleza: Associação Brasileira de Educação a Distância, , 2009.

UNESCO. Policy Guidelines for Mobile Learning. 2013. Disponível em: http://unesdoc. unesco.org/images/0021/002196/219641E.pdf. Acesso em: 4 nov. 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 InFor

             

InFor - Inovação e Formação - Revista do Núcleo de Educação a Distância da Unesp by IEP3 - Unesp e Reitoria da Unesp is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Todos os direitos reservados ao Instituto de Educação e Pesquisa em Práticas Pedagógicas (IEP3), à Unesp e seus autores.

Based on a work at ojs.ead.unesp.br

infor.iep3 [arroba] unesp.br

ISSN 2525-3476